MCM 71 – Malandro é Malandro…

MCM 71 – Malandro é Malandro…

De mansinho a gente está de volta, e nesse episódio Marcio MoreiraRafael Burity, Bruno Guedão, Edu Kokinho, e Max Gama, serão capazes de separar homens de meninos, joio do trigo, juntas e edúlas… Mas não serão capazes de separar os Malandros dos Manés! Vamos discutir sobre essa quase instituição nacional chamada o jeitinho brasileiro, e muito mais!

Use os botões acima para ouvir e baixar. Caso tenha optado por baixar, clique com o botão DIREITO do mouse, e escolha a opçãosalvar destino como” ou dependendo do seu navegador, “Salvar link como”

  E-mail   Assine nosso feed   Assine nosso canal  Curta-nos  Siga-nos

Compartilhe:

Autor

Maná com Manteiga

Maná com Manteiga

é a prova definitiva de que o crente é capaz de conversar sobre qualquer assunto.

  • Lourival Gonçalves

    Baixando aqui e vou logo falando : “Malandro é o dono da sauna que ganha a vida com o suor dos outros”! .kkk

  • Gostei muito deste Episódio 71, malandramente bem conduzido.
    O time foi perfeito, o Márcio estava inspirado as intervenções de todos foram ótimas, um ótimo conteúdo com a amplitude necessária para o tema. Sem ficar no raso a abordagem foi ótima, além do habitual bom humor e leveza do maravilhoso staff do MCM.
    Além disso me senti totalmente participe e representado com a citação oportuna do F.Dostoiésvki, super bem aplicada. Uma mente brilhante e controvertida que focava em Deus para o bem pensar, ou para o equívoco da suspeição contumaz de Deus. Mas que ao tentar racionalizar a “presença” de Deus na distinção do caráter humano, por o fim o evidenciou. Vão ai as minhas citações, que elucidam um pouco da deste pensador e contextualizam a complexidade da necessidade do homem por Deus para ser Um Ser Humano Moral :
    “Tenho de proclamar a minha incredulidade. Para mim não há nada de mais elevado que a ideia da inexistência de Deus.
    O Homem inventou Deus para poder viver sem se matar.” (Fiódor Dostoiévski)

    https://uploads.disquscdn.com/images/4601800f54abddf6c138cb9adcb7d9689b2860d35056d4fb5c741079c79cff9d.jpg

  • Quanto aos chamados ‘Pardais’ este apelido, bem carioca, se deve ao fato de parecerem pássaros empoleirados…
    https://uploads.disquscdn.com/images/4215fc431640d7217c770132badb04a49d9bdf1d846acb710515597ebb98dfc4.jpg

    • Lourival Gonçalves

      Aqui em Belém do Pará é chamado de Arara.kkk

    • burita

      nao parecem nem um pouco passaros empoleirados rs

  • Raphael Wilker

    Malandro é cavala marinho que se finge de peixe pra não puxar a carroça !
    Quer dizer que o SPS acabou T_T.
    Que triste noticia pra receber bem no dia do meu aniversário(estou ouvindo esse podcast em 19/10).

    • Bruno Guedão

      Fala Raphael… os estúdios do Salada estão em polvorosa com a notícia. Estamos trabalhando para entender o que aconteceu!

      • burita

        entenda trabalhando com algumas sessões de tortura ao kokinho…

        • Kokinho este que levou uma chamada da mãe do Orelha, dizendo que Ele teria que pagar pensão vitalícia para o “Menino Símio”… Resultado… O Sr. Eduardo está reconsiderando a posição de “acabou o SPS”, quem sabe podendo transformar em : “Estamos reformulando o SPS, Minha Senhora”.
          hehehehe
          Aguardem e confiem.

  • Sobre esse assunto, o que mais me incomoda a hipocrisia de alguns cristãos. Conheço gente que reclama do jeitinho brasileiro, reclama dos políticos, mas fazem a mesma coisa, dando um mau testemunho. Não estou dizendo que sou perfeito, mas é difícil entender alguém que reclama daqueles que ultrapassam pelo acostamento e logo na frente estaciona em local proibido, “porque é só 5 minutinhos”…

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

    • Marcio Moreira

      Dú… eu não citei nem metade das coisas que eu queria. Como perdi um pouco o traquejo de gravação, me enrolei com os causos que queria trazer. Mas acontece comigo algo estranho, todo mundo resolve furar fila no mercado justo na minha frente. eu devo ter uma cara de trouxa gigante!

      • burita

        AHAHAHA q vc tem cara de trouxa todos do MCM já te dizem faz tempo po LOL #zoei

    • burita

      perfeito mano … daria para explora rmuito dentro da cultura evangelica os jeitinhos e adequações do certo e errado a bel prazer …

  • Estava com saudade de ouvir vocês. Tomara que todos os programas voltem ao normal.
    Fico muito triste com a vontade das pessoas querer levar vantagem em tudo. O povo que reclama dos políticos, mas eles nada mais são do que o espelho do povo.
    Claro que nínguem é perfeito, mas fazer da pratica de lesar os outros uma rotina na vida, é muito triste.

    • burita

      nos sempre adequamos o certo e errado ao nosso prazer né? tenso …
      tamo ae cara.. mcm nao morre jamais 🙂

  • Leonardo

    Gostei bastante do episódio, exprime bem como o tema da malandragem é extremamente complexo, especialmente quando considerado o caso do brasileiro. E eu tenho de concordar que, por aqui, a malandragem é um conjunto de fatores que a muito evoluem com o tempo devido a forma de como o povo daqui foi construído/criado.
    Desde a descoberta do brasil, sempre tivemos o objetivo de ser explorados, com este objetivo o povo se criou em “classes”, com diferenças gritantes entre si, por mais que estas diferenças tenham mudado (abolição da escravatura e muitas outras coisas) o vitimismo veio para ficar.
    Também nos difere completamente e contribui para esta “malandragem” a nossa grande pluralidade cultural devido a quantidade de povos que nos formou, devido ao fato de cada povo se identificar com X ensinamentos, a moral de 1 é diferente da de outro, o que não é aceitável para 1, pode ser para outro e, no fim, cada um pensa que a coisa funciona de uma forma diferente, assim, as “regras do jogo” não são iguais para todos, abrindo brechas para múltiplas interpretações de tudo.
    Outra coisa que eu vejo como problema no brasil é que aqui temos um conceito muito forte de “família”, porém muito fraco de “sociedade” (pode estar ligado ao que escrevi antes). É algo tão evidente e clássico que, não importa se você nasce entre os pobres ou entre os ricos, sempre se briga para proteger a sua “família” (que aqui eu quero dizer aqueles muito próximos, não só parentes), inclusive dobrando questões éticas, legais, ou morais.
    E o principal, o brasileiro em geral traz isso para níveis preocupantes quando dobra qualquer questão com alguma desculpa/argumento, tornando qualquer aplicação de regra inexistente devido aquela “exceção” que o beneficia, isto esta enraizado profundamente na população de forma geral.

    • burita

      é tenso mesmo o assunto e muito mais profundo. Como vc mesmo disse é complicado dizer que a pessoa tem q ter bom senso … como carater e moral cada um tem o seu rs