MT 12 – Fique com o troco, seu animal | 1990

MT 12 – Fique com o troco, seu animal | 1990

Nesse episódio, os mochileiros Felipe Xavier, Eduardo de Oliveira, Bruno Guedão e o convidado Daniel Fontana (Formiga Elétrica) viajam para o ano de 1990. Embarque na máquina do tempo para conhecer o ano do lançamento da Escolinha do Professor Raimundo. Venha também conhecer Marte em O Vingador do Futuro, se apaixonar com Ghost – Do outro lado da vida, filosofar com O Homem-Animal e rir com Will Smith em Um Maluco no Pedaço. E no marco atemporal vamos impedir bandidos de entrarem em nossos lares com Esqueceram de Mim! Tudo isso e muito mais! Boa viagem.

Clique aqui e escute os outros MOCHILEIROS DO TEMPO.

Use os botões acima para ouvir e baixar. Caso tenha optado por baixar, clique com o botão DIREITO do mouse, e escolha a opçãosalvar destino como” ou dependendo do seu navegador, “Salvar link como”

  E-mail   Assine nosso feed  Curta-nos   Siga-nos

Compartilhe:

Autor

Mochileiros do Tempo

Mochileiros do Tempo

<p>é um podcast que vai te fazer viajar no tempo, mas não só isso. Nós vamos levar você para dentro das obras que fizeram história dentro da cultura pop em geral.</p>

  • Queila De Meneses Souza

    Bem bacana o episódio!
    Olha, gosto de “Um maluco no pedaço”. “Edward mãos de tesoura” é um filme mega legal, gosto muito!
    “Uma linda mulher” é ótimo também!

    • Também curto muito “Um Maluco no Pedaço”, Queila… Só esses chatos que participaram do episódio aí que não gostam! hehehhe
      Vlw pelo comentário!

  • Welber Martins

    Muito bom episódio aonde os Filmes estão nítidos na memória. Apesar de algumas blasfêmias sobre Maluco no Pedaço, A lenda e outros filmes, foi Legal.

    • Blasfêmia contra “Um Maluco no Pedaço” mesmo, Welber! hehehe

  • Débora de Meneses Souza

    Bacana o episódio!
    Só acho que o “Edward Mãos de Tesoura” merecia mais que uma menção, haha! Assim como minha mana Queila de Meneses, gosto muito!

    Abraço!

    • Lembro de gostar de “Edward, Mãos de Tesoura”, mas acho que hoje em dia eu não suporto mais o Johnny Depp… Talvez por isso passei por cima…hehehe

  • Rebeca da Gama

    Tô ouvindo o episódio porque o MT é legal, mas alguém avisa pro Daniel que se o conceito de palavrão não existe em São Paulo, existe em muitos lugares no Brasil, caso ele ainda não saiba. 16 minutos de episódio e ele já falou mais palavrão do que meu irmão fala num dia inteiro aqui em casa, no meio dos crentes. Meu irmão nem é crente. Eu esperava uma postura sóbria no MT. Gosto muito dos programas do Salada Cult. Até relevo uma palavrinha dos amigos paulistas porque isso parece bem regional, mesmo entre os crentes, mas Daniel tá demais.
    Vou ver o que consigo comentar depois sobre o conteúdo do episódio, já que nasci em 1993.

    • Calma, jovem. Senta aqui, vamos conversar haha Então, Rebeca, entendo sua reação e o desconforto em ouvir palavrões. Dependendo do podcast que estou ouvindo e do contexto os palavrões também me incomodam. Você acompanha a gente há bastante tempo e sabe que por respeito aos ouvintes nós procuramos cuidar com o linguajar nos podcasts. E não é nem porque achamos que falar palavrão seja uma conduta grave, um pecado mortal ou algo do tipo, mas é mais por respeito mesmo, pois não sabemos como os ouvintes irão interpretar. Para alguns passa batido e não incomoda, para outros já é o contrário. Enfim… O detalhe é que o Daniel não foi avisado que nós somos crentes. Eu acompanho os trabalhos dele e da sua equipe lá no Formiga Elétrica e ele veio a meu convite. Conversamos algumas vezes e dispensei essa formalidade de dizer que somos crentes etc etc, porque entendo ser algo totalmente desnecessário. A ideia é sair um pouco dessa bolha de podcasts cristãos e construir amizades e relacionamentos também fora dela. Em resumo, como o Daniel não foi avisado, então ele não tinha obrigação de maneirar no vocabulário. Tenho certeza de que se ele tivesse sido avisado, então teria mais cuidado. Eu pessoalmente não achei ofensivo, até pelo jeitão ranzinza dele achei que foi engraçado. Nesse caso em específico é questão de pondo de vista. Talvez tenhamos falhado em não censurar ou cortar na edição para preservar os ouvidos mais sensíveis e manter nosso padrão de decência. Nesse caso só nos resta colocar a culpa no estagiário, afinal é pra isso que o Orelha está aqui.

      Abraço 😉

      https://uploads.disquscdn.com/images/83ae1f704e85a08f6aaa0cbf8886fd49bfd6d19272a03047ca0816622fdb8f49.png

      • Bruno Guedão

        Orelha F#[email protected]$#!!!!

        • Rebeca da Gama

          Cuidado que o Orelha pode te processar por assédio moral, Guedão. hahaha

      • Rebeca da Gama

        Kokinho, obrigada pela sua serenidade e pela explicação toda. E concordo com quase tudo. Só acrescento uma coisa: tu disse que o Daniel não tinha a obrigação de maneirar no vocabulário por não saber que vocês e provavelmente a maioria dos seus ouvintes são cristãos. Já ouvi gente se solicitando abolição de palavrões num podcast comandado por pessoas não cristãs e estas se comprometeram, em respeito aos ouvintes, a maneirar o máximo possível. Palavrão, por mais que quase todos tenham o hábito de falar, ainda é tido como algo muito ruim. Realmente, faltou o cuidado em conversar com o cara antes. Ele também podia ter perguntado como sãos os ouvintes do MT (que possivelmente são ouvintes do Salada inteiro), já que não é o podcast dele. E o Orelha vacilou também, mas o chefe tá meio preguiçoso, hein. O chefe tem que saber se o subordinado tá trabalhando direitinho. Fica a dica rs.
        Agora vamos pedir um caldo verde, porque tá frio e conversar dá fome hehe

  • O que aconteceu de mais importante em 1990 é que o EddieTheDrummer nasceu! Esqueceram de mencionar isso. hahahahaha

    BTW, chegaram a ver o remake do Vingador do Futuro? Eu até curti, mas tem que ver a versão do diretor, pois o final é diferente, que explode a cabeça.

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

    • A galera falou meio mal desse remake… Por isso nem me dei ao trabalho. hehehe

    • Renato Nunes Bastos

      Não consigo me acostumar com esse povo tão jovem. Pra mim seriam apenas crianças… aí noto que já se passaram 27 anos de 90 pra cá

  • Rebeca da Gama

    Sobre Esqueceram de Mim: há tempos não passa na Sessão da Tarde. Poxinha.
    Às vezes eu acho que a melhor coisa de Um Maluco no Pedaço é qualquer pessoa ou coisa que não seja o Will rsrs. E ainda sonho em conseguir cantar a música direitinho.
    Lembro de gostar do desenho do Bob, mas a vinheta era medonha.

    • Renato Nunes Bastos

      Só de sacanagem, tava passando ontem num canal da TV, de noite, não sei se se era num telecine ou algo assim.
      Não assisti porque eu estava mais interessado na final da WNBA, ma vi na grade …