SPS 042 – Diabo do bem, Normal & Anormal

SPS 042 – Diabo do bem, Normal & Anormal

Saudações joviais, ouvintes!! Está no ar o quadragésimo segundo Super Pocket Shooow!! Neste episódio o host Edu recebe os anormais Débora a Estagiária de Meneses Souza e Kleber Pereira para falarem sobre o que é ser normal  😀

Use os botões acima para ouvir e baixar. Caso tenha optado por baixar, clique com o botão DIREITO do mouse, e escolha a opção “salvar destino como” ou dependendo do seu navegador, “Salvar link como”

Ajude o SaladaCult sendo um dos nossos apoiadores na campanha do apoia.se!

Hashtags deste episódio

#DePertoNinguemEhNormal
#NormalEhSerDiferente
#PijamaePantufasNoTrabalho
#EuNãoTenhoNãoGente

  E-mail   Assine nosso feed  Curta-nos   Siga-nos

Compartilhe:

Autor

Super Pocket Show

Super Pocket Show

<p>é um podcast maroto que procura abordar temas do cotidiano, nerdices e fé de forma divertida e saudável. É diversão que cabe no bolso.</p>

  • Lucas Eduardo Pires Ramos

    Eu estou bem Débora e você? KKK trabalhar de pijama não eh um problema pra mim afinal eu trabalho em casa em alguns dias.. posso acordar 5 minutos antes de trabalhar 😛

    • Débora de Meneses Souza

      Que bom saber que você está bem, Lucas Eduardo! haha

      Sonho do meu chefe trabalhar em casa, hein. rs

      Obrigada pelo comentário!
      Abraço!

    • Edu

      Pensei nisso também! Homework resolveria meu problema. Mas a sociedade tem que começara a aceitar isso em todos os ambientes hhaaha

      • Lucas Eduardo Pires Ramos

        E como o Orelha trabalha? Qual a vestimenta dele? Hahaha

  • Lucas Eduardo Pires Ramos
    • Débora de Meneses Souza

      Hahahaha
      Cara, lembrei do Julius depois! Muito bom!haha

    • Edu

      Por aí! hahah Cuidado! Não atravesse fora da faixa! Eu estarei lá!

  • Sobre o normal, em resumo, normal é o que mais tem? Ou seja, normal é maioria? Sendo assim, quando os portugueses chegaram no Brasil, o normal era ser índio?

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

    • Edu

      Nem sempre o que é maioria é normal hehe No exemplo do índio que você deu aí funciona. Todo mundo falar português aqui no Brasil é normal, mas um baiano, por exemplo, com sotaque gaúcho não é normal. Acho que na maioria dos casos a gente acaba usando essa regra de que o normal é o mais comum, ou que mais tem. Mas quando vamos pra questões específicas, aí complica. Eu queria ter puxado uma polêmica no programa, mas resolvi deixar quieto hahaha Eu ia usar o exemplo dos gays, tipo….ser gay é normal? Imagina onde essa discussão ia parar hahaha Num nível superficial de avaliação podemos dizer que ser gay não é normal porque a maioria dos seres humanos é hétero. Só que tirando esse lance de maioria da equação, aí a discussão vai pra outro rumo hehe Enfim…dá pano pra manga.

      • Débora de Meneses Souza

        Mas gosta de uma polêmica, né? rs
        Quando ouvi antinatural, canário com canária… Ixiii, rsrs

        • Edu

          Era pra ser ali, mas pensei…deixa pra próxima haha

          • Débora de Meneses Souza

            Penso, logo deixo a treta para depois. haha

      • That’s the point!

    • Débora de Meneses Souza

      É o que foi comentado, a ideia de normalidade, em alguns aspectos, acaba sendo relativa. Engraçado você pensar em portugueses e índios… rsrs

      Abraço, Eddie!

  • Já estou esperando um podcast com histórias de acampamento sobre esse encontro dos saladeiros.

    • Edu

      Se pah a gente faz um ao vivo lá hehe

    • Débora de Meneses Souza

      Quero podcast, live, fotos…haha

  • Dennis RBG

    Considero completamente relevante discutir mais a fundo o tabu da meleca. Não satisfeita em reprimir costumes sexuais, essa sociedade patriarcal labuta em coibir uma atividade que imagino ser tão prazerosa quanto: cutucar o nariz e retirar aquela bela catota com o indicador.

    • Edu

      Kakakkakakakak Melhor comentário.

    • Débora de Meneses Souza

      haha

      Mas se você faz isso em público, a minha única preocupação é: onde você coloca essa “bela catota” ??

      • Dennis RBG

        Da mesma forma q certas pessoas descartam chicletes, debaixo de bancos, em paredes, cabelos alheios etc. Só que no caso a catota é biodegradável e não agride o meio ambiente.

        • Débora de Meneses Souza

          hahahaha
          Bom, até onde sei a catota é um muco com partículas de poeira e virais e microrganismos, ou seja, constitui um risco biológico para quem eventualmente,por azar, se depare com ela ainda fresca…

          Melhor fazer isso em casa, rs.

          • Dennis RBG

            Fui desmascarado. Maldita ciência detonando minhas fanfics.

  • O @UmDuduQualquer:disqus Kokinho é um stalker da massa.

    • Débora de Meneses Souza

      Haha

  • Raphael Wilker

    Só tenho uma frase para o [email protected]:disqus que observa as pessoas “limpando o salão”.
    “Vai ter festa e bicão não entra :P”.
    Adorei o cast, XD.
    Ansioso para o próximo.

    • Débora de Meneses Souza

      Haha
      Não conhecia esse termo “bicão”. rs

      Obrigada pelo comentário, Raphael!