Agente Carter (1ª Temporada)

Agente Carter (1ª Temporada)

Eu estava reticente a assistir essa série por não ter gostado da outra série do universo marvel, Agents of Shield, mas tive uma grata surpresa. É verdade que a pegada da série é bem infantil, até por ser totalmente de época. Gostei muito da ambientação e da qualidade visual dos figurinos. Os efeitos visuais não estão lá grandes coisas, mas o tom do produto acaba deixando isso aceitável.

O plot é bem simples e um tanto quanto inusitado. O governo está atrás de Howard Stark porque suas invenções foram “roubadas” e cairam nas mão dos vilões. Isso ficou legal e tem um desenrolar interessante, mas admito que a forma como a Carter foi apresentada meio que incomoda. Não fica claro, nem aceitável pelo que foi apresentado no filme do Capitão (base desse universo), como e porque ela acabou rebaixada nessa nova realidade do pós-guerra.

Tirando isso, é bem legal ver a forma como a questão do machismo é apresentada na série de forma leve porém emblemática (da visão de um homem, obviamente). Os personagens, inicialmente, são bem maniqueístas e binários, porém com o desenrolar da temporada eles vão ganhando mais personalidade e destaque.

Captura de Tela 2016-06-26 às 23.31.01

Se a série fosse totalmente produzida pela Netflix talvez houvesse mais espaço para discussões aprofundadas sobre a personalidade de cada um. Mesmo assim, temos uns vilões interessantes e uma construção muito legal para a continuidade da série. Seria preciso uma evolução nas coreografias de lutas para tentar deixar um pouco mais crível e menos telegrafadas. Talvez a questão de ser uma série mais inocente e com intuito de emular as obras feitas naquela época justifiquem a baixa qualidade nisso, mas não custa nada evoluir um pouco. Aliás, cenas de luta que são bem mais convincentes com a vilã Dottie Underwood.

Hayley Atwell manda muito bem no papel. Fica claro que ela além de bonita consegue impor sua presença e nos fazer crer na sua força como agente. Fica uma ponta de vontade de ver ela e o Comando Selvagem com mais missões e participações na série. É muito legal ver Jarvis, o mordomo de Stark (como nos quadrinhos), entrar a história e evoluir de um tímido e comedido serviçal para um excelente agente ao lado de Carter. Já Dominic Cooper, o Stark, é a mesma coisa do filme e até manda bem no papel, mas o ator é bem limitado.

Vale conferir com o coração aberto e sabendo que é uma daquelas séries para ver sem muito peso. Eu assistia enquanto lavava uma louça, jantava ou até limpava a casa.

Compartilhe:

Autor

Burita

Burita

gostaria de viver nessa Nova Iorque :)