Homem de Ferro 3 (2013)

Homem de Ferro 3 (2013)

A grande sacada dos filmes da Marvel foi que eles sempre apontaram para a mesma direção:os Vingadores. Cada referência que ia sendo mostrada, cada easter egg que aparecia nos filmes solo dos heróis, aumentava a expectativa do que viria a seguir e ajudava a criar o universo Marvel nos cinemas. Depois do excelente filme da superequipe, esperava-se que esse universo continuasse a ser expandido. Não é o que acontece em Homem de Ferro 3.

O texto abaixo pode conter alguns spoilers leves sobre a trama do filme. Leia por sua própria conta e risco. 🙂

A trama se passa pouco tempo após o evento em Nova York. Tony Stark (Robert Downey Jr.) passa as noites sem dormir, construindo armaduras e tendo ataques de ansiedade. Tudo por causa da batalha com os aliens e por quase ter ficado preso no buraco de minhoca (que o filme insiste em repetir a todo momento). Aldrich Killian (Guy Pearce), um cientista ignorado de forma arrogante por Tony no ano novo de 1999, busca uma parceria para vender sua tecnologia junto às Indústrias Stark, agora comandada por Pepper Potts (Gwyneth Paltrow). Enquanto isso, Mandarin (Ben Kingsley) começa a fazer terrorismo midiático , invadindo canais de televisão com suas propagandas contra os americanos e explodindo bombas por todo os EUA.

O filme acerta em vários momentos, principalmente nas cenas de ação. O ataque de helicópteros à mansão mantém  um clima de tensão, mostrando Tony tentando vestir a armadura em meio ao caos da destruição. Aliás, essa nova armadura, Mark 42, foi uma ótima sacada dos produtores. Os efeitos da armadura voando em direção ao Tony, sempre rendem cenas muito divertidas.

Outro ponto forte são as atuações. Robert Downey Jr. é o Tony Stark, definitivamente. Ben Kingsley faz um ótimo trabalho como Mandarim com seus discursos ameaçadores, sempre se apresentando como um professor. Aí temos o grande ponto de discórdia do filme: todos os fãs odiaram o Mandarin, enquanto quem não conhece as HQs gostou. O personagem é ótimo e péssimo ao mesmo tempo ( não vou explicar mais para não estragar surpresas). A única coisa que dá para afirmar é que o melhor vilão do Homem de Ferro poderia ser melhor explorado.

Mas o grande problema do filme é o tom. Ok, é um filme da Disney, a Marvel não quer que seus heróis sejam muito sérios, mas precisa ficar fazendo piadinha a cada minuto? Todos os momentos dramáticos ou que existe uma ameaça real são estragados por algum alívio cômico. Além disso, tirando as referências ao buraco de minhoca e aos problemas do Tony por causa disso, o filme não faz nenhuma referência direta aos Vingadores. Como que um terrorista ataca os Estados Unidos, invade as televisões com vídeos ameaçadores e nem a SHIELD, nem o Capitão América (não vou nem citar os outros heróis), fazem absolutamente nada. Podiam pelo menos dar alguma explicação para isso. Resumindo, tudo o que a Marvel fez nos outros filmes, ela ignorou nesse. Parece que quiseram dar um fim (?) à trilogia do Homem de Ferro e esqueceram que a Fase II (como a própria Marvel chama) está apenas começando.

Ps: Não sei porque, mas me lembrei de Batman Begins nesse filme. 😉

Compartilhe:

Autor

Jonathas Rosa

Jonathas Rosa

gostou de Homem de Ferro 3. Apesar de tudo.