Metro: Last Light

Metro: Last Light

É o ano de 2034. Sob as ruínas pós-apocalípticas de Moscou, nos túneis de metro, os remanescentes da humanidade são cercados por ameaças mortais de fora e de dentro, tendo que lutar pela sua sobrevivência.

Metro Last Light é um ousado FPS aventura pós-apocalíptico que conta a história do fim da humanidade a partir do ponto de vista russo. Definição e apresentação são os pontos fortes do game, embora deixe um pouco a desejar em alguns momentos da campanha de aproximadamente 10 horas. Os gráficos são muito bons e as interatividades durante a história dão um ar de descontração no meio dos tiroteios entre humanos e criaturas bizarras.

Com uma jogabilidade tradicional e refinada, mesclada a uma boa variedade de armas e modificações, os produtores da Deep Silver conseguiram criar mais um belo game de tiro em primeira pessoa. Um elemento bem diferenciado é a necessidade do uso de máscara para filtrar os gases venenosos da superfície em ambiente abertos, tendo também que constantemente trocar do filtro para poder respirar. Outro fato inusitado é que em meio as tensões dos tiroteios e correrias, o visor da máscara fica embaçado, sujo, trincado e até quebrado, tendo-se que seguidamente limpar e até trocar de máscara.

Entre criaturas mutantes e perseguições em uma superfície desolada em meio aos céus carregados e ar envenenado, nas antigas estações de metro está sendo travada uma luta pelo poder supremo, uma guerra civil que poderia acabar com a humanidade da face da terra para sempre. Como Artyom, castigado por uma culpa, mas impulsionado pela esperança, você tem a chave para a nossa sobrevivência. Seria a última luz em nossa hora mais escura …

Disponível para PC, PS3, Wii U e Xbox 360.

Compartilhe:

Autor

Israel Kohlrausch

Israel Kohlrausch

curtiu a mistura de suspense e ação neste bom FPS.