The Last of Us

The Last of Us

A previsão se confirma e até mesmo supera as expectativas, e The Last of Us entra definitivamente para o hall dos melhores games da história e por muitos já é considerado o melhor já feito.

Com certeza os gráficos são o principal ponto forte, sendo extremamente bem detalhados e exuberantes. O nível de realismo impressiona, tanto nos cenários, paisagens e personagens. Existem locais, como o interior de casas, onde o cuidado com os pequenos detalhes te deixa pasmo. Esta preocupação com os mínimos detalhes em todo 0 game é espantosa, desde os personagens quase reais até o retrato perfeito dos vários ambientes explorados.

 A história é totalmente envolvente e cinematográfica, com uma das melhores dublagens para games já feitas, o que ajuda a entender na integra toda a bela trama. Joel é um sobrevivente do apocalipse zumbi que quase acabou com a população da face da terra através de um fungo que se propaga pelo ar. O game se passa 20 anos após a dominação dos zumbis e Ellie é uma jovem corajosa que já nasceu dentro desta realidade apocalíptica e nada conhece do mundo que um dia existiu.

 As histórias dos dois personagens principais, Joel e Ellie, se cruzam e  juntos eles precisam atravessar o país atrás de um grupo de sobreviventes que está buscando a cura. Supostamente Ellie seria a chave para salvação da humanidade, pois ela é imune ao fungo mortal e através dela uma vacina pode ser criada.

Além dos gráficos avassaladores, a jogabilidade e interatividade são ótimas. A ação durante os combates tanto corpo a corpo como no modo de tiro são extremamente precisas. O modo de escolte no uso das armas ficou perfeito e a possibilidade de matar os inimigos na porrada também é super aprimorada. Pode-se mesclar o uso de armas como taco, cano e até finalizar os inimigos com um facada no pescoço.

O arsenal não é muito diversificado, mas se considerando a realidade pós-apocalipse e a escassez de recursos, como munição e itens, dá para entender a inexistência de alguma armas, como fuzis e mais variedades. Todas as armas podem ser aprimoradas e com os itens encontrados pode-se até criar novas armas como bombas de pregos e facas improvisadas com pedaços de tesouras.

O mix de inimigos também não é tão vasto, sendo que durante os combates pode-se enfrentar zumbis e outros sobreviventes, sendo os humanos quase mais presentes nas interações do que os infectados. Existem diferenciações entre os zumbis, pois quanto mais tempo eles tenham sido infectados mais agressivos e perigosos são, como os estaladores que se baseiam somente pelo som e são super agressivos.

Em suma, com toda certeza The Last of Us entra pra história dos games, abordando o assunto mais difundido dos últimos tempos, mas de uma forma bem diferenciada e inovadora, com gráficos de cair o queixo e trama extremamente arrebatadora. Mais um trabalho louvável dos produtores da Naughty Dog e sem dúvida uma nova franquia de exploração exclusiva da Sony. Quem não tem um Playstation 3 trate de adquirir um, nem que seja emprestado, pois este é um jogo imperdível e único, sem dúvida até merecedor de um 10.

Disponível exclusivamente para PS3.

Compartilhe:

Autor

Israel Kohlrausch

Israel Kohlrausch

considerou este o provável game do ano, pode ser desbancado apenas por um, GTA V